Share
Educação Há 11 meses 0 comentários

Hitler morreu mesmo em 1945? Alguns dizem que ele fugiu para Argentina

?Oficialmente, Adolf Hitler se matou no final da Segunda Guerra Mundial em um bunker em Berlim. No entanto, isso não impediu os teóricos da conspiração de hipotetizar que Hitler sobreviveu em 1945 e que ele e Eva Braun foram para a Argentina e foram protegidos pelo governo lá. Muitos outros membros do Partido Nazista se refugiaram na Argentina, alguns foram presos, outros descobertos apenas depois de morrerem.

A imagem retrata duas versões de uma fotografia de Adolf Hitler que foi retocada por um artista do Serviço Secreto dos Estados

Um memorando oficial do FBI, datado de 21 de setembro de 1945, detalha uma reunião entre dois homens. Um dos homens afirmou ter encontrado Hitler na Argentina três meses depois que supostamente se matou.

Em 30 de abril de 1945, Hitler disparou na própria cabeça, enquanto se escondia em seu bunker da extensa campanha de bombardeios dos Aliados em Berlim. Braun, sua esposa, se matou com uma cápsula de cianeto. A vontade de Hitler era que seus corpos deveriam ser queimados. Os restos mortais foram mantidos ocultos até 1970, quando foram cremados, e as cinzas espalhadas, impedindo uma análise por DNA.

Esse é o relato aceito da morte de Hitler e o que aconteceu com seus restos depois. Mas, 70 anos depois as pessoas ainda acreditam que há mais na história. Especificamente, muitos acreditam que o casal fugiu para a Argentina, vivendo os anos restantes juntos protegidos pelo governo argentino.


Julho de 1947, foto da entrada traseira do Führerbunker no jardim da Reich Chancellery. Foto: Bundesarchiv, Bild 183-V04744 / CC-BY-SA 3.0.

Os documentos recém divulgados contam um história diferente para a versão oficial. Eles mostram suicídios falsos e uma fuga para a América do Sul.

Um dos documentos afirma que o FBI viu um submarino na costa da Argentina trazendo nazistas de alto nível para o país, o que foi comprovado mais tarde. Em troca de asilo político, anônimos disseram ao FBI que tinham informações sobre esses oficiais.

Um afirmou que ele era um dos quatro homens que conheciam os submarinos (ele afirmou que houve dois, não apenas um). Nazis de alto nível estavam no primeiro submarino. Hitler e Braun estavam no segundo. De acordo com o testemunho do homem, os argentinos foram muito acolhedores para Hitler e sua esposa, oferecendo-lhes proteção total.

Unidos em 1944 para mostrar como Hitler poderia ter se disfarçado para escapar da captura após a derrota da Alemanha. Como a morte de Hitler não era uma certeza em 1945, as fotos foram divulgadas em toda a Alemanha em 1945 para facilitar a descoberta do ditador (potencialmente) "fugitivo".

A suposta testemunha ocular do homem tinha muitos detalhes que parecem dar credibilidade à sua história, incluindo fatos físicos sobre o próprio Hitler. Por algum motivo, o nome do homem foi suprimido de todos os documentos oficiais. O FBI nunca seguiu nenhuma das suas pistas, o que intensificou a crença de teóricos da conspiração.

O primeiro homem a dizer que Hitler estava morto foi o homem escolhido para sucedê-lo, o que significa que Hitler foi declarado morto por alguém que tinha algo a ganhar. Alguém com quem os aliados eram mais propensos a negociar os termos da rendição, incluindo a libertação potencial de prisioneiros de guerra soviéticos.


O complexo destruído de Führerbunker, onde Hitler passou seus últimos dias em Berlim. Foto: Bundesarchiv, Bild 183-M1204-319 / Donath, Otto / CC-BY-SA 3.0.

Para acrescentar ao mistério, os corpos de Hitler e de Braun foram queimados sem o reconhecimento de qualquer soldado aliado. Quando Stalin exigiu que o corpo de Hitler fosse liberado seus soldados foram direcionados para dois corpos carbonizados em uma cratera fora do bunker. Stalin nunca foi convencido de que eram Hitler e Braun.

Apesar de acalmar os medos do público ao anunciar a morte de Hitler, os funcionários reticentes acreditavam que ele realmente havia morrido. O jornal Stars and Stripes informou em 1945 que mesmo o general Dwight Eisenhower pensou que Hitler estava morando na Argentina.

Infelizmente, não temos acesso a informações que do FBI. A versão aceita continua a ser que Hitler e sua esposa se mataram em 1945. No entanto, há tanta evidência que dão credibilidade à teoria argentina. Além disso, existem várias outras teorias sobre o paradeiro de Hitler - cada um menos provável do que o último.

Parece que o FBI poderia ter resolvido isso setenta anos atrás. Se eles tivessem se incomodado em investigar todas as pistas, eles poderiam ter fornecido provas conclusivas até mesmo de que Hitler morreu realmente em Berlim em 1945. 

  • Faça login para avaliar o artigo
PONTOS0
RECOMENDAR FAVORITO OFENSIVO 843 visitas
0 favoritos
0 votos

Fontes: Informação fornecida pelo usuário


Ariana diz: o artigo é de minha autoria.

Comportamento O significado das horas: O que significa quando olha para o relógio e a hora é exata?
Saúde e Bem Estar A dieta mais rápida! Como perder quatro quilos em um tempo recorde
Saúde e Bem Estar Como ter uma pele lisa! A máscara facial para pele seca que você pode preparar em casa
Saúde e Bem Estar Segredo de como Meghan Markle consegue manter a pele perfeita é revelado
Religião Espiritualidade sem Misticismo: é possível?
Esportes Corredores de rua aumentam em todo o Brasil
Faça login e seja o primeiro a comentar.
Comentar